terça-feira, 30 de agosto de 2016

SOBRE O IMPEACHMENT DE DILMA ROUSSEFF

Charge Sinfrônio Diário do Nordeste em 29.29.2016

CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO DESACELERA EM ALCÂNTARAS

Apesar do crescimento de áreas urbanas na cidade e no geral em todo o município de Alcântaras, o IBGE, ainda não detectou um aumento considerável na população geral do município.

Estatísticas divulgadas nesta terça-feira 30 no Diário Oficial da União, aponta uma população total de 11.391 habitantes, apenas 70 habitantes a mais do que a estimativa de 2015 e apenas 220 nos últimos três anos.

Em 2013 a estimativa ficou em 11.171 hab. No ano seguinte; 2014 atingiu a marca de 11.247 hab. O pouco crescimento também se repetiu de julho de 2015 para julho de 2016. Apesar da desaceleração no crescimento populacional em Alcântaras, em todo o país, houve queda no numero de habitantes em centenas municípios.

Apesar de serem estatísticas oficiais, o número real de habitantes em cada município só deve ser conhecido no próximo censo, ainda sem data para ocorrer. Sobre o aumento acelerado de áreas urbanas no município, pode haver a ocorrência de algumas famílias trocarem a zona rural pela zona urbana.

Veja os números de 20132014  e  2015  em todos os município cearenses.

DUPLICAÇÃO DA CE-085 VAI FORTALECER O TURISMO NO LITORAL OESTE

O Governo do Ceará está facilitando o acesso às praias do Litoral Oeste. A duplicação da CE-085, sob responsabilidade da Secretaria do Turismo (Setur) e executada pelo Departamento Estadual de Rodovias (DER), está com mais de 60% de execução. O trecho entroncamento da CE-162 (acesso a Serrote) – entroncamento CE-163 (acesso a Trairi) terá 29 quilômetros duplicados, totalizando um investimento de R$ 49.051.679,76.

Até a conclusão da obra, o trecho receberá serviços de movimentação de terra, pavimentação, revestimento asfáltico, drenagem, obras d'artes correntes e especiais, proteção ambiental e sinalização horizontal e vertical. A obra dá continuidade a outras duplicações já realizadas na via, totalizando cerca de 70 quilômetros duplicados e envolvendo aporte financeiro de R$ 91 milhões.

Fonte: Assessoria de Comunicação do DER

IBGE: BRASIL JÁ TEM 206 MILHÕES DE HABITANTES

O Brasil tem 206,08 milhões de habitantes, segundo dados divulgados hoje (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Estimativas publicadas no Diário Oficial da União indicam que o país tinha, em 1º de julho deste ano, 206.081.432 habitantes. No ano passado, a população era de 204.450.649.

São Paulo, o estado mais populoso do país, tem 44,75 milhões de habitantes. Mais cinco estados têm populações que superam os 10 milhões de habitantes: Minas Gerais (21 milhões), Rio de Janeiro (16,63 milhões), Bahia (15,28 milhões), Rio Grande do Sul (11,29 milhões) e Paraná (11,24 milhões).

População dos Estados

Três estados têm populações menores do que 1 milhão: Roraima (514,2 mil), Amapá (782,3 mil) e Acre (816,7 mil).

As demais unidades da Federação têm as seguintes populações: Pernambuco (9,41 milhões), Ceará (8,96 milhões), Pará (8,27 milhões), Maranhão (6,95 milhões), Santa Catarina (6,91 milhões), Goiás (6,69 milhões), Paraíba (4 milhões), Amazonas (4 milhões), Espírito Santo (3,97 milhões), Rio Grande do Norte (3,47 milhões), Alagoas (3,36 milhões), Mato Grosso (3,3 milhões), Piauí (3,21 milhões), Distrito Federal (2,98 milhões), Mato Grosso do Sul (2,68 milhões), Sergipe (2,26 milhões), Rondônia (1,79 milhão) e Tocantins (1,53 milhão).

Agência Brasil

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

NÃO EXISTE CRISE?

Charge Guabiras, jornal  O Povo em 29/08/2016.

VOTAR NULO PODE ANULAR ELEIÇÃO? CONHEÇA OUTROS MITOS ELEITORAIS

Imagem: Divulgação Internet
Votar nulo pode anular eleição? Voto em branco vai para quem está ganhando? Para esclarecer boatos que costumam circular em época de eleição, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro lançou a campanha #MitosEleitorais nas redes sociais.

O vídeo sobre o 'Mito 1' explica por que, mesmo se mais de 50% dos eleitores votarem nulo, a eleição não é anulada. Confira outros mitos.

Mito nº 1 - Se mais de 50% dos votos forem nulos, a eleição é anulada

Como apenas os votos válidos são considerados na contagem final, se a maioria dos eleitores votar nulo, todos esses votos serão descartados e ganhará o candidato com o maior número de votos válidos.

Mesmo se mais de 50% dos eleitores votarem nulo, a eleição não é anulada. A confusão ocorre devido a uma interpretação equivocada do art. 224 do Código Eleitoral. A "nulidade" a que a Legislação se refere diz respeito a votos tornados nulos por decisão judicial (devido à prática de abuso de poder político, por exemplo):

"Art. 224. Se a nulidade atingir a mais de metade dos votos do país nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais ou do município nas eleições municipais, julgar-se-ão prejudicadas as demais votações e o Tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20 (vinte) a 40 (quarenta) dias."

Mito nº 2 - Voto em branco vai para quem está ganhando

As eleições gerais de 1998 ficaram marcadas por uma mudança fundamental na totalização dos votos em branco. Prevista na Constituição da República de 1988, mas regulamentada apenas com a edição da Lei das Eleições (Lei 9.504/97), a alteração tornou os votos em branco inválidos, igualando-os aos nulos. Desde então, os votos brancos também são descartados na apuração dos candidatos eleitos.

Mito nº 3 - Nas eleições para vereador e deputado, quem tem mais votos sempre é eleito

O eleitor muitas vezes não entende por que um candidato bem votado não consegue vaga no Poder Legislativo, enquanto outro com menos votos se elege. Isso ocorre porque, nas eleições proporcionais (para deputado federal, deputado estadual e vereador), as vagas são distribuídas de acordo com a votação recebida por cada partido ou coligação. Ou seja, além de obter votos para si, o candidato também depende dos votos para o partido ou para sua coligação.

Ao contrário das eleições majoritárias (prefeito, governador, senador e presidente), em que se elege o mais votado, no caso dos proporcionais a vitória depende do cálculo dos quocientes eleitoral e partidário. O quociente eleitoral é o resultado da divisão do número de votos válidos (desconsiderados os nulos e brancos) pelo total de lugares disponíveis. Para cálculo do quociente partidário, divide-se o número de votos obtidos por partido ou coligação, pelo quociente eleitoral, chegando-se ao número de vagas a que cada um tem direito.

Mito nº 4 - Quem não votou na última eleição não pode votar

Muita gente pensa que, se não votar numa eleição, será automaticamente impedido de votar no próximo pleito. No entanto, isso não é verdade. Para ter o título cancelado, é preciso que o eleitor não tenha votado nem justificado a ausência por três turnos consecutivos.

Mesmo se o eleitor não votou em um dos turnos, deve votar no outro. Não deixe de votar por desinformação. Consulte sua situação eleitoral e mantenha sempre seu título em dia.

Mito nº 5 - Depois da eleição é possível saber em quem o eleitor votou

Uma dúvida frequente dos eleitores diz respeito ao sigilo do voto. Seria possível descobrir em quais candidatos ele votou? A resposta é simples: não. A urna eletrônica utiliza criptografia (linguagem codificada) e não está conectada à internet. Além disso, ela somente grava a indicação de que o eleitor já votou. Com o embaralhamento interno dos dados e outros mecanismos de segurança, não há nenhuma possibilidade de se verificar em quais candidatos um eleitor votou.

 (Via Jornal  O Povo)

SOBRAL: SCidades inicia estudos de elaboração do Plano de Negócios para Condomínio Verde

Imagem: Divulgação Internet
Nesta segunda-feira (29), foi assinada ordem de serviço para a realização de estudos para a elaboração do Plano de Negócios do Condomínio Verde, em Sobral. O projeto, executado pela Secretaria das Cidades, visa à implantação de uma condomínio para indústrias recicladoras somando-se a outras ações da SCidades no âmbito dos resíduos sólidos para a região.

O estudo analisará as condições de viabilidade para a implantação do parque no município. O valor do contrato é de R$218.861,19 e é oriundo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) através do Projeto de Desenvolvimento Urbano de Polos Regionais - Vale do Jaguaribe e Vale do Acaraú.  

Workshops

Nesta terça-feira (30), a SCidades se reúne em Sobral com grandes geradores, indústrias recicladoras, associação de catadores e sucateiros para uma apresentação do projeto e discussão dos aspectos de sua implantação. Já no dia 31, a Secretaria se reúne na FIEC, em Fortaleza, com representantes do Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resíduos Sólidos Domésticos e Industriais no Estado do Ceará (Sindiverde-CE), ARCE e SDE para discussão e análise de viabilização de parcerias.

Fonte: Secretaria das Cidades 

Lei de proteção

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape É terminantemente proibido copiar os artigos deste blog sem colocar as devidas fontes. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do código penal. Conheça a Lei 9610.

Seguidores