terça-feira, 17 de outubro de 2017

FISCALIZAÇÃO DE TRÂNSITO: PORTE DA CNH SERÁ OBRIGATÓRIA EM ALCÂNTARAS

Foto: Freire Filho
Medida começa a vigorar no município a partir desta terça-feira (17). Lei será para todos disse St Neto durante entrevista.

Com uma frota de mais de três mil motocicletas, o município de Alcântaras que deverá passar a ter trânsito municipalizado até janeiro de 2018 deverá ter mudanças de adequação ao Sistema Nacional de Trânsito adotadas já a partir desta terça-feira, 17 de outubro.

Na cidade onde os trabalhos de abordagem e orientação do trânsito serão executados pela Polícia Militar, a expressa proibição de menores dirigindo, escapamentos  barulhentos e o porte obrigatório da Carteira Nacional de Habilitação e documentação veicular serão cobradas nas blitzes realizadas em todo o território municipal.

Em entrevista ao Programa Manhã 98, da rádio Bela Vista FM, o comandante do Destacamento de Alcântaras destacou a importância das medidas e disse que este trabalho será adotado em todo o Ceará.

"O capacete, já vai ser feito multa, já vai ser feito recolhimento a partir do dia 31 de janeiro, essas outras questões: a descarga barulhenta, menor dirigindo é a partir de agora mesmo! Pegou menor dirigindo a orientação que nossas equipes tem é recolher o veiculo, esperar que compareça alguém de maior, alguém habilitado para que seja feito todo o processo de entrega do veículo" explicou o Subtenente Neto.

O policial que também respondeu questionamentos de vários ouvintes que ligaram para a emissora buscando esclarecer dúvidas, disse que as medidas irão vigorar para todos independente de cargo político, função pública e status social 

"Se tá certo se tá errado a lei é quem diz isso e eu tenho que fazer cumprir a lei. Menor e pessoas não habilitadas não podem dirigir veiculo, isso é lei de trânsito e a lei tem que ser cumprida, embora seja um papel digamos chato nós temos que fazer nossa obrigação". reforçou o Comandante dizendo a PM é fiscalizada pelo Ministério Publico.

Sobre a obrigatoriedade do uso do capacete somente em janeiro, sobre as outras medidas que já serão averiguadas, ainda não temos maiores informações. Em Alcântaras um cartaz elaborado pela PM informa que as medidas punitivas serão adotadas em novembro e que por todo o mês de outubro o trabalho será educativo.

Ainda sobre o processo de municipalização o blog Portal Jovem realiza um levantamento virtual visando identificar a opinião da população frente as mudanças Para registrar sua opinião click no link AQUI.

Com Post. Francisco Freire (Portal Jovem)

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

SOBRE O PARECER DA SEGUNDA DENUNCIA CONTRA MICHEL TEMER

Charge blog do Amarildo

POLÍCIA MILITAR DE ALCÂNTARAS LANÇA CAMPANHA PARA ORDENAMENTO NO TRÂNSITO NA CIDADE

Foto; Freire Filho
Município tem uma moto para cada cinco habitantes. Além do uso do capacete, condutores deverão portar CNH e CVRL. 

A Policia Militar de Alcântaras, zona norte do Ceará, vai realizar por todo este mês uma campanha educativa visando o ordenamento do trânsito no município serrano.

Na cidade onde a municipalização do trânsito já tem sido estudada pela Prefeitura, a previsão é que até  31 de janeiro de 2018 uma Lei regulamente dentre outras medidas a obrigatoriedade do uso de capacete, porte de carteira de motorista e  documentação veicular.

No cartaz informativo elaborado pela PM local é citado que até o final deste mês a campanha será educativa no sentido de conscientizar a população. Já em novembro medidas punitivas poderão ser adotadas nos casos onde forem verificados a pilotagem ou condução de veiculo automotor por menor de idade, embriaguez ao volante, uso de descargas barulhentas, documentação do veiculo em atraso e habilitação irregular. O prazo para que motoristas se adequem a utilização do capacete dentro de 110 dias.

Em todo o Ceará de acordo com o Departamento Estadual de Transito apenas 46 municípios integram o Sistema Nacional de Trânsito que juntos somam 77,56% da frota estadual.Na zona norte já possuem trânsito municipalizado as cidades de Carnaubal,Croatá, Guaraciaba do Norte, Ibiapina, Ipú, São Benedito e Viçosa do Ceará.

Post. Francisco Freire (PJ)

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

"DETRAN E PRE" FAZEM OPERAÇÃO ESPECIAL NO FERIADO

O Detran e a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) farão operação especial neste feriado prolongado, com a participação de 750 agentes, 210 viaturas e 130 bafômetros, nas regiões de praia, serra e sertão, no período de quinta-feira (12) a domingo(15). A missão é garantir a segurança no trânsito, com a fiscalização nas localidades de maior frequência nesses períodos. Ao todo, serão realizadas 140 operações.

Em relação à fiscalização na área de praia, nos trechos onde é proibida a circulação de veículos, devido à concentração de banhistas, os agentes farão 64 operações, para dar maior segurança aos banhistas.

Nas rodovias litorâneas, estão programadas 20 operações, nas quais as abordagens aos motoristas dará ênfase ao teste do bafômetro. Na eventual recusa, o motorista será atuado com base na Lei Seca, conforme determina a legislação. As demais operações acontecerão nas rodovias do sertão (30) e Fortaleza e Região Metropolitana (26)

Outros procedimentos no trabalho de fiscalização de trânsito são os seguintes: carteira de motorista em dia; licenciamento do veículo, respeito ao limite de velocidade; uso do cinto de segurança; usoobrigatório do capacete pelo condutor e pelo passageiro da moto; respeito à sinalização horizontal, principalmente pela proibição de ultrapassagem em faixa contínua; e vertical; e o respeito ao pedestre na travessia das rodovias.

Fonte: Governo do Ceará

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

FEBRABAN ADIA PARA 2018 RECEBIMENTO DE BOLETOS VENCIDOS EM QUALQUER BANCO

A possibilidade de pagar boletos vencidos com valores abaixo de R$ 2 mil em qualquer banco foi adiada para o próximo ano. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) estendeu o prazo de implementação do novo sistema por causa da grande quantidade documentos bancários no país.

Em julho, a Febraban iniciou a implementação de novo sistema de pagamento de boletos, de forma escalonada. Na primeira etapa, os bancos passaram a aceitar o pagamento de boletos vencidos com valores a partir de R$ 50 mil. No mês passado, o valor mínimo foi reduzido para R$ 2 mil. Hoje (9), deveriam começar a ser recebidos em qualquer banco os boletos vencidos a partir de R$ 500 e, segundo o cronograma inicial, em novembro, haveria nova redução para o valor mínimo de R$ 200. Em dezembro, todos os documentos vencidos passariam a ser aceitos em qualquer banco.

“Em função do volume elevado de documentos que irão trafegar pelo novo sistema – cerca de quatro bilhões de boletos por ano, montante comparável à capacidade das grandes processadoras de cartões de crédito do mundo – o setor bancário decidiu rever o cronograma original, que previa a inclusão de todos os boletos na Nova Plataforma de Cobrança já a partir de dezembro”, disse a federação em nota.

As novas datas das próximas etapas do cronograma serão divulgadas posteriormente.

Segundo a Febraban, o novo sistema garante o registro de todos os boletos e o compartilhamento de informações sobre emissores e pagadores pelos bancos e por isso elimina o risco de pagamento em duplicidade: quando um boleto é apresentado em algum banco, o sistema informa se ele já tiver sido pago, evitando novo pagamento por engano. “O novo sistema reduz inconsistências de dados e permite a identificação do emissor e do pagador do boleto, facilitando o rastreamento de pagamentos e redução das fraudes, fonte de preocupação permanente para todo o sistema bancário”, destaca a entidade.

Da Agência Brasil

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

CURSO GRATUITO DA FDR: Inscrições abertas para o curso de extensão a distância: Cidadania ParticipATIVA

O curso tem início dia 2 de outubro e é aberto a todos os interessados.

A Fundação Demócrito Rocha (FDR) em parceria com a Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE) realizam o curso de extensão, na modalidade EAD, Cidadania ParticipATIVA: controle social ao alcance de todos. As inscrições são gratuitas e estão abertas no site da FDR (ava.fdr.org.br). O curso, a distância, tem início no dia 2 de outubro, com carga horária de 90 horas, e qualquer pessoa pode se inscrever.  

Com o objetivo de estimular e fortalecer a mobilização social e a maior participação popular nos mais diversos setores da sociedade, o curso Cidadania ParticipATIVA traz de forma atraente e interativa conteúdos desenvolvidos por um corpo técnico de mestres e doutorandos com expressiva atuação nas áreas de economia, direitos humanos, administração, comunicação e direito público.

A capacitação reúne seis fascículos impressos e encartados no jornal O POVO, a partir da data de início do curso, seis videoaulas, seis radioaulas (ao vivo), duas webconferências (on-line) e seis audiofascículos (para quem tem deficiência visual ou mesmo para aqueles que quiserem também ouvir os conteúdos para melhor fixar o conhecimento). Além disso, os inscritos terão acesso a todos os fascículos em formato digital no site da FDR.

Ao final do curso, será aplicada uma avaliação online para a emissão do certificado, fornecido pela Universidade Aberta do Nordeste (UANE) em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Serviço
Curso de extensão a distância: “Cidadania ParticipATIVA: controle social ao alcance de todos”.
Início das aulas: 2 de outubro
Onde: no site da FDR (ava.fdr.org.br)
Inscrições abertas e gratuitas no site: ava.fdr.org.br

sábado, 23 de setembro de 2017

HORÁRIO DE VERÃO PODE SER EXTINTO ESTE ANO; GOVERNO QUER OUVIR SOCIEDADE

Horário de verão propicia maior prática de esportes, principalmente nas capitais
A adoção do horário de verão para gerar economia de energia no Brasil não se justifica mais. A avaliação é do diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino. O horário de verão está previsto para começar no dia 15 de outubro e terminar em 17 de fevereiro do próximo ano. O governo analisa a manutenção ou encerramento do horário de verão.

"A avaliação é que, sob a perspectiva do setor elétrico, o horário de verão não se justifica", disse Rufino.

Estudos sobre a viabilidade da manutenção do horário de verão, que abrange nove estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além do Distrito Federal (Brasília), estão sendo conduzidos no âmbito do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), que reúne diversos órgãos governamentais ligados ao setor elétrico.

As pesquisas apontam para o fato de que a adoção da hora adiantada não resulta mais em economia de energia, uma vez que a temperatura é quem determina o maior consumo de energia e não a incidência da luz durante o dia. De acordo com o Operador Nacional do Sistema (ONS), atualmente os picos de consumo ocorrem no horário entre 14h e 15h, e não mais entre 17h e 20h.

Enquete

O governo estuda a possibilidade de consultar a sociedade sobre a adoção ou não do horário de verão este ano. A decisão precisa sair rápido e está nas mãos do presidente Michel Temer e do ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. Se a definição for pela enquete, ela será lançada no Portal do Planalto na próxima semana.

Apesar de não fazer mais diferença na economia de energia, conforme explicou o diretor-geral da Aneel, uma parte da sociedade gosta da sensação de ter uma hora a mais no dia e poderá manifestar isso na enquete.

Além disso, o governo pode levar em consideração o maior movimento do comércio durante o horário de verão. Com dias mais claros, as pessoas ficam mais na rua e consomem mais.

Bandeira vermelha

De acordo com Rufino, em outubro o governo deve passar a cobrar a bandeira vermelha na conta de luz, possivelmente na faixa dois, em razão da escassez de chuvas.

"O que podemos falar agora é de tendência. A bandeira está vinculada ao CMO (Custo Marginal de Operação), que é muito dependente de regime hidrológico e a previsão de chuva. A tendência é que estamos com um regime hidrológico muito desfavorável, com chuvas atrasadas. A tendência é despachar térmicas mais caras", disse.

Atualmente, está em vigor a tarifa amarela na cobrança da conta de luz. Esta tarifa representa um acréscimo de R$ 2,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Com a adoção da tarifa vermelha, o preço da tarifa de energia passa a ter um acréscimo e vai a R$ 3,00 por 100 kWh. No caso do patamar dois, esse valor seria maior: R$ 3,50 a cada 100 kWh consumidos.

Da Agencia Brasil (Foto: Tânia Rêgo*Colaborou Marcelo Brandão)

Lei de proteção

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape É terminantemente proibido copiar os artigos deste blog sem colocar as devidas fontes. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do código penal. Conheça a Lei 9610.

Seguidores